Tecnologia a favor do esporte

Nos dias de hoje, a maioria dos praticantes de esporte tem algum tipo de tecnologia associada à atividade física que pratica.

Seja um relógio, uma roupa de compressão, uma bicicleta de fibra de carbono ou até mesmo um tênis que imita a corrida descalça. Tudo isso vem com uma série de estudos e de tecnologias que, às vezes, passam por nós sem serem percebidas.

As tecnologias vieram para auxiliar o aumento de desempenho em atletas profissionais. Nos atletas amadores, também existe um pequeno ganho de performance embora o foco seja melhorar a qualidade da prática da atividade física.

Achei alguns sites que listam alguns tipos de tecnologia associadas ao esporte:

 

O blog da Unisportbrasil listou 5 usos de tecnologias no esporte:

    1. Calçados e roupas especiais : A evolução tecnológica possibilitou a criação de roupas e calçados específicos para cada tipo de esporte. Com a tecnologia de escaneamento 3D, é possível desenvolver tênis que se encaixam perfeitamente à geometria do pé de um atleta. No tocante as roupas, já existem tecidos aerodinâmicos que diminuem a atrito do corpo do atleta com meio ambiente.

 

    1. Materiais esportivos: Os materiais esportivos também têm sofrido alterações tecnológicas. Os óculos de natação estão cada vez mais versáteis. É possível encontrar óculos de treino, de competição, de piscina e aqueles desenvolvidos para águas abertas.

As pranchas de surfe, também sofreram alterações no tocante ao material usado na fabricação.

 

    1. Wearables: Muitos atletas realizam atividades físicas usando relógios e cintas cardíacas que servem para monitorar a atividade física e o atleta, mostrando o ritmo cardíaco, temperatura corporal, nível de esforço, dentre outros. Alguns coletes também servem para resfriar o corpo em determinados casos.

 

    1. Análise de desempenho e quantificação de dados: Talvez seja um dos maiores diferenciais da tecnologia no esporte. Por meio de monitoramentos e captação de imagens é possível realizar medições com maior precisão, identificar possíveis deficiências do atleta e propor melhorias para aumentar o desempenho.

 

A quantificação dessas informações permite ao treinador mapear cada atleta por meio de gráficos e tecnologia de business inteligence

 

O blog IQ Intel lista algumas tecnologias inovadoras que valem a pena ser estudada

 

    1. Robótica: Alguns esportes já contam com robôs que simulam o movimento de atletas. Isso possibilita que engenheiros testem novos equipamentos de forma efetiva;

 

    1. Nanotecnologia de carbono: Pesquisadores da Universidade do Texas desenvolveram músculos artificiais utilizando nanotubos de carbono que podem operar em altas temperaturas. Já pensou usar isso em algum esporte?

 

    1. Materiais reativos: São materiais que ficam rígidos quando ocorre algum impacto. Visa proteger o atleta de possíveis lesões;

 

    1. Biomimética: É um ciência que imita o movimento de animais na natureza em busca de soluções na área do esporte. O grande exemplo disso foram os maiôs de alta performance feitos a partir do estudo da pele do tubarão. Alguns nadadores bateram recorde mundiais com esse traje. A diferença foi tão grande que a vestimenta foi banida das competições oficiais.

 

    1. Computadores ingeríveis: Já existem pílulas que ingeridas, passam a transmitir informações de temperatura e batimentos cardíacos para os computadores. Foi desenvolvido pela NASA e já foi testada em atletas de atletismo, ciclismo e futebol.

 

 

Achei bastante interessante as tecnologias do site da IQIntel. É sempre bom ter a tecnologia ao nosso favor.

Vale ressaltar que iniciar uma atividade física não requer muita tecnologia. Se você não tem um relógio de esporte ou uma roupa de compressão, não se preocupe, a tecnologia auxilia bastante, mas não é determinante para realizar uma atividade física com qualidade e bem estar.

 



Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *